© Tânia Rêgo/Agência Brasil

Verão Inicia com Previsão de Calor Intenso e Alterações Climáticas em Todo o Brasil devido ao El Niño

O verão brasileiro começou oficialmente às 0h27 desta sexta-feira (22), marcando o início da estação mais quente e aguardada do ano em todo o Hemisfério Sul. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em colaboração com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), este verão promete temperaturas acima da média histórica, sendo influenciado pelo fenômeno climático El Niño.

O El Niño, que altera a distribuição da temperatura da água no Oceano Pacífico, está previsto para afetar as temperaturas e as chuvas em todo o país durante toda a estação, que se estende até 20 de março de 2024. O relatório climático destaca mudanças intensificadas nas condições climáticas devido a esse fenômeno.

Norte do Brasil:
Entre janeiro e março, a Região Norte do país pode experimentar temperaturas até 1ºC acima da média histórica. Espera-se também que os estados do Acre, Roraima, Amapá e o sudoeste do Amazonas tenham volumes de chuva próximos ou acima da média, enquanto outras áreas enfrentarão um período de seca.

Nordeste:
Na Região Nordeste, especialmente nos estados do Maranhão, Piauí e norte da Bahia, a previsão é de temperaturas acima da média, com expectativa de chuvas próximas ou abaixo da climatologia no centro-norte da região. No centro-sul, devido às águas mais aquecidas do Atlântico Sul, podem ocorrer chuvas mais volumosas.

Centro-Oeste:
O Centro-Oeste deve enfrentar calor intenso em todos os estados, com valores superiores a 1ºC da média histórica. Chuvas próximas ou acima da média são esperadas em praticamente toda a região, com exceção do oeste de Mato Grosso, que pode ter volumes ligeiramente abaixo da climatologia do trimestre.

Sudeste:
Na Região Sudeste, as temperaturas devem permanecer elevadas em todos os estados, com previsão de valores acima de 0,5ºC da média. Maior volume de chuva é esperado, principalmente em Minas Gerais, onde ela pode ser mais frequente e intensa.

Sul:
No Sul do país, é previsto calor próximo ou ligeiramente acima do normal no Paraná, Santa Catarina e norte do Rio Grande do Sul. Chuvas mais intensas são esperadas no sul gaúcho, enquanto nas demais áreas da região as chuvas serão irregulares, com totais próximos ou pouco abaixo da média.

Impactos na Safra:
O Inmet destaca os impactos do El Niño na safra de verão 2023/24, com níveis baixos de água do solo nos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. O déficit hídrico e o aumento da evapotranspiração devido às altas temperaturas podem afetar as fases iniciais dos cultivos. Em contrapartida, o retorno da chuva beneficia o Brasil Central, enquanto a Região Sul mantém níveis elevados de água no solo, embora com menor probabilidade de excedente hídrico em algumas localidades.