Entre os municípios com mais empresas abertas em 2023 estão o Rio de Janeiro, Niterói, Duque de Caxias, São Gonçalo e Nova Iguaçu. (Divulgação)RJ 05-01-2018. Comércio na SAARA. Fotógrafo: André Gomes de Melo

Desburocratização e modernização de processos fortalecem o ambiente de negócios no território fluminense

Pelo terceiro ano consecutivo, o Estado do Rio de Janeiro atingiu um marco notável ao registrar mais de 72 mil novas empresas em 2023, conforme dados divulgados pela Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja). O anúncio confirmou que o último mês do ano fechou com 5.393 aberturas de negócios, consolidando a trajetória de crescimento observada desde 2021.

O governador Cláudio Castro destacou a transformação do Rio de Janeiro em um estado acolhedor para novos empreendimentos, evidenciada pelo expressivo número de empresas abertas nos últimos anos. Ele enfatizou o papel crucial desempenhado pela Jucerja na desburocratização e modernização dos processos, contribuindo significativamente para impulsionar o empreendedorismo e o desenvolvimento empresarial.

“O Rio de Janeiro voltou a ser um estado acolhedor aos novos negócios, como comprova o total de empresas abertas ao longo dos últimos anos. A Jucerja tem desempenhado um papel fundamental na desburocratização e modernização dos processos, contribuindo significativamente para o fomento do empreendedorismo e o desenvolvimento empresarial. Em 2024, seguiremos trabalhando juntos para o fortalecimento do ambiente de negócios em todo o território fluminense”, comentou o governador Cláudio Castro.

No decorrer de 2023, a Jucerja registrou recordes de novas empresas nos meses de março (6.709), agosto (7.240), setembro (5.956) e outubro (6.222), marcando os melhores números nos respectivos meses ao longo dos 215 anos de existência da instituição.

O presidente da Jucerja, Sérgio Romay, que está no cargo desde junho de 2021, expressou sua satisfação com o resultado. “Novamente podemos fazer um balanço positivo ao fim de mais um ano e afirmar que a nossa meta foi cumprida. Há três anos estamos superando a marca de 72 mil novas empresas no estado, fato que jamais havia acontecido. É um reflexo do trabalho que temos realizado, de melhoria contínua. A Jucerja, hoje, é pioneira e referência em vários serviços, incentivando os empresários fluminenses e até de outros estados a investirem no Rio de Janeiro.”

Entre os municípios que mais se destacaram em termos de novas empresas em 2023 estão o Rio de Janeiro, com 36.799; Niterói, com 4.651; Duque de Caxias, com 2.971; São Gonçalo, com 2.293; e Nova Iguaçu, com 1.996. As principais atividades das novas empresas incluem serviços combinados de escritório e apoio administrativo (2.532), atividade médica ambulatorial restrita a consultas (2.058), e comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios (1.970). Este cenário promissor reflete não apenas o crescimento econômico do estado, mas também a diversidade e vitalidade do setor empresarial fluminense.