© Marcello Casal JrAgência Brasil

Com as eleições municipais se aproximando em outubro, os cidadãos brasileiros têm um prazo limitado de menos de quatro meses para regularizar seus títulos eleitorais ou adquirir o primeiro documento, garantindo assim o direito ao voto. O prazo para realizar essas atualizações se encerra em 8 de maio, quando o cadastro eleitoral será fechado, impossibilitando qualquer modificação nos registros.

Esta medida se aplica não apenas aos jovens a partir de 16 anos que buscam exercer o direito do voto pela primeira vez, mas também aos eleitores em situação irregular devido à ausência em três eleições consecutivas sem justificativa. A regularização pode ser feita de maneira rápida e conveniente através do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde diversas opções estão disponíveis.

Para verificar a situação da inscrição eleitoral, basta preencher o número do CPF no site do TSE. Caso seja necessário obter a primeira via do título de eleitor, os interessados podem acessar a opção “título eleitoral” e seguir os passos indicados pelo atendimento eletrônico.

O primeiro turno das eleições está marcado para o dia 6 de outubro, quando os eleitores terão a responsabilidade de escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Contudo, em municípios com mais de 200 mil eleitores nos quais nenhum candidato a prefeito obtiver votos suficientes para vencer na primeira rodada, o segundo turno ocorrerá em 27 de outubro.

Diante desse cenário, é crucial que os cidadãos estejam cientes do prazo final de 8 de maio para realizar as devidas atualizações e garantir seu direito ao voto nas eleições municipais de 2024.