Rio de Janeiro - 15/01/2024 - O governador Cláudio Castro em reunião com o prefeito Eduardo Paes Foto: Rafael Campos

Cláudio Castro visita Gabinete de Crise Avançado da Prefeitura do Rio na Zona Norte e recebe demandas da capital para reduzir impactos das chuvas no estado

Encontro com prefeito Eduardo Paes aconteceu na Arena Carioca Jovelina Pérola Negra, na Pavuna, onde foram traçados planos de contingência

16 de janeiro de 2024

O governador Cláudio Castro visitou, na noite desta segunda-feira, a Arena Carioca Jovelina Pérola Negra, na Pavuna, onde foi montado o Gabinete de Crise Avançado da Prefeitura do Rio, e se reuniu com o prefeito Eduardo Paes e representantes dos órgãos envolvidos nos comitês estadual e municipal de chuvas. No local, Castro recebeu as demandas da capital do estado para mitigar os danos causados pelo temporal e pela maré alta, que provocaram o transbordamentos de rios também na Baixada Fluminense.

No encontro, o governador Cláudio Castro afirmou que vai apoiar todos os prefeitos e colocou à disposição a estrutura estadual para garantir o bem-estar da população carioca.

–  O Corpo de Bombeiros continua atento junto com a Defesa Civil. Queremos demonstrar realmente para a cidade que eles não estão sozinhos, que tem o Estado parceiro, apoiando. Temos que trabalhar junto, duro, para que a gente possa minimizar esses impactos para a população. A população é mais importante que qualquer outra coisa – disse o governador durante o encontro.

O governador ressaltou a importância de trabalhar integrado a todas as esferas de governo e órgãos de serviços aos cidadãos, movimento que garante mais força e uma resposta mais rápida e eficiente aos afetados por desastres naturais.

Integração também com o Governo Federal

Mais cedo, o governador Cláudio Castro também conversou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para pedir a liberação de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento para obras essenciais de prevenção a desastres, como as intervenções necessárias no Rio Botas, que cruza os municípios de Nova Iguaçu e Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

Castro enfatizou ainda que determinou o cadastramento e a entrega do Cartão Recomeçar, no valor de R$ 3 mil e pago em parcela única, aos moradores afetados pelo temporal. Para que o benefício seja liberado, os moradores devem ter cadastro nas prefeituras que tenham reconhecidos decretos de calamidade, como já acontece na cidade do Rio.

O benefício cobre despesas com mobiliário residencial, eletrodomésticos e materiais de construção. Ele é destinado às famílias em vulnerabilidade após desastres naturais e que perderam móveis e eletrodomésticos ou que tiveram o imóvel danificado. Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos estão nos municípios prestando assistência técnica às prefeituras, responsáveis pelos cadastros.