Governo vai reajustar o vale alimentação e os valores das diárias

Em cinco anos, a gestão do Prefeito Vinicius Claussen garantiu cerca de 37% de recomposição salarial aos servidores municipais e 43% aos profissionais do Magistério. Os percentuais incluem, além das revisões anuais, a conclusão da reestruturação salarial referente aos gatilhos do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS), que era devida desde julho de 2016 e que foi concluída em maio de 2022.

Honrando o compromisso com o funcionalismo e os profissionais da Educação, neste mês de janeiro a gestão vai conceder 4,62% (IPCA acumulado) de reajuste para os aposentados com paridade, servidores e profissionais do Magistério. No caso do Magistério, o índice de correção supera os 3,62% concedidos pelo Governo Federal para os professores em início de carreira.

A valorização da categoria continua com o reajuste, ainda neste mês de janeiro, de 10,41% para o vale alimentação. Esse percentual corresponde aos índices de reajuste de 2022 (5,79%) e 2023 (4,62%). Com isso, o benefício passa de R$ 100, valor fixado em maio de 2018 (Decreto Municipal 4.974/2018), para R$ 110,41.

Outro reajuste garantido pela gestão é o de 4,62% sobre os valores das diárias, para cobrir as despesas de alimentação dos servidores e comissionados em agendas de trabalho fora do Município.

“São importantes conquistas que garantimos para o funcionalismo na nossa gestão, resultado do nosso esforço contínuo pela melhoria do equilíbrio financeiro das contas municipais”, destaca o Prefeito Vinicius Claussen.

O Prefeito pontua as dificuldades encontradas e superadas ao longo desses cinco anos. “Ao assumir a Prefeitura, no dia 04 de julho, encontramos um cenário caótico, com 70% do Orçamento de 2018 comprometidos e apenas 30% para administrar as despesas municipais do 2º semestre, inclusive oito folhas de salários. Pra piorar a situação, os servidores não recebiam reajuste há três anos. Mas, com muito trabalho ficamos em dia com o funcionalismo. Inclusive, terminamos a reestruturação salarial relativa aos últimos gatilhos do PCCS, uma pendência que era devida desde 2016 e que conseguimos concluir em maio de 2022. Tudo isso só foi possível graças a uma análise séria do impacto no orçamento municipal e o cumprimento dos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal”, encerra Vinicius Claussen.