Ações do RJ Para Todos na Escola Estadual Comendador Soares . Equipes do Detran, Defensoria, e secretárias do governo participam das ações no bairro de Comendador Soares.Programa RJ Para Todos" já atendeu mais de dez mil pessoas atingidas pelas fortes chuvas desde o dia 13 de janeiro. (Ernesto Carriço)

O mutirão de serviços oferecido pelo Governo do Estado com o programa “RJ Para Todos”, da Secretaria de Estado de Governo, atendeu mais de dez mil pessoas atingidas pelas fortes chuvas desde o dia 13 de janeiro. Neste trabalho, a população tem acesso à retirada da documentação básica, como as carteiras de identidade, de trabalho e certidão de nascimento, além da disponibilidade de vagas de emprego e orientações de saúde. No último sábado, as ações aconteceram em Petrópolis e Rio Bonito.

– A missão do Governo do Estado é garantir que as pessoas, infelizmente atingidas por esses desastres, tenham acesso irrestrito ao básico para recomeçar. Estamos juntos com essas pessoas e trabalhando por elas diariamente – afirma o governador Cláudio Castro.

Governador Cláudio Castro durante o mutirão de serviços do RJ Para Todos, em Petrópolis. Imagem: Divulgação Gov RJ

Na próxima semana, a campanha chega até a Zona Norte e em mais locais da Baixada Fluminense. No dia 30 de janeiro, será realizada na Pavuna e em Acari. Já no dia 1° de fevereiro, os atendimentos acontecem no Jardim América e em Mesquita.

– Montamos um calendário para atender as vítimas das chuvas. A prioridade das nossas equipes é ajudar as pessoas que foram impactadas. O trabalho de assistência social é fundamental como ação de resposta para que as pessoas consigam retornar à normalidade – destaca o secretário de Governo, Bernardo Rossi.

A ação realizada neste sábado em Petrópolis, no bairro São Sebastião, atendeu 486 pessoas. Já em Rio Bonito, foram 442. Até o momento, o mutirão foi realizado em Belford Roxo, Duque de Caxias, São João de Meriti, Nilópolis e Nova Iguaçu.

Participam as secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, de Trabalho e Renda, da Mulher, além do Procon, da Fundação Leão XIII e da Cruz Vermelha. Equipes de assistentes sociais do Programa Segurança Presente participam em conjunto com servidores da Defensoria Pública.