© Valter Campanato/Agência Brasil

Estudantes têm até 7 de fevereiro para efetuar a inscrição na instituição

Nesta sexta-feira (2), tem início o prazo para a matrícula dos selecionados na primeira chamada do Sisu 2024. O resultado, divulgado definitivamente na quarta-feira (31) após atrasos técnicos, marca o início do processo de ingresso de milhares de estudantes em instituições de ensino superior em todo o Brasil.

A matrícula ou registro acadêmico deve ser realizado até o dia 7 de fevereiro, sendo fundamental que os candidatos observem as condições, procedimentos e documentos necessários para essa etapa, conforme estabelecido por cada instituição. O Ministério da Educação (MEC) destaca a importância de atenção aos dias, horários e locais de atendimento definidos nos editais.

O Sisu 2024 contou com uma única etapa de inscrição para todo o ano, oferecendo 264.181 vagas em 6.827 cursos de graduação em 127 instituições públicas de ensino superior no país. O processo de seleção assegura apenas a expectativa de direito à vaga, ficando a efetivação da matrícula ou registro acadêmico condicionada à comprovação junto à instituição selecionada.

É relevante ressaltar que as universidades e faculdades devem garantir acesso gratuito à internet para a inscrição, nos dias e horários de funcionamento regulares, sem a cobrança de taxas relacionadas ao processo seletivo.

Lista de Espera e Convocação

Aqueles que não forem selecionados na primeira chamada têm a opção de manifestar interesse na lista de espera, que fica aberta até 7 de fevereiro. A participação na lista de espera é realizada através da página do Sisu no portal Acesso Único.

A lista de espera poderá ser utilizada ao longo de 2024 pelas instituições de ensino superior participantes, preenchendo vagas eventualmente não ocupadas na chamada regular.

Conforme o cronograma do Sisu 2024, a convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições de ensino superior está programada para 16 de fevereiro.

O Sisu, sistema informatizado gerenciado pelo MEC desde 2010, reúne as vagas de graduação ofertadas por instituições públicas de ensino superior em todo o Brasil que participam do processo seletivo. A iniciativa visa facilitar o acesso dos estudantes a cursos superiores, sendo a maioria deles oferecida por instituições federais, como universidades e institutos.


Fonte: Agência Brasil