Trabalho infantil também deve ser combatido

Com a temática da conscientização estampada em cartazes – “Carnaval é Ser Igual”, “Não é Não”, “Diga Não a Todos os Tipos de Violência”, e “No Bloco da Alegria o Trabalho Infantil Não Tem Vez” – a equipe técnica do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Bonsucesso, da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) de Teresópolis, realizou uma “manhã de Carnaval” voltada às famílias dos seus Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

Embalados por uma ‘Marchinha da Conscientização’, mulheres, adolescentes e crianças brincaram o seu Carnaval particular nesta quarta-feira, 7, na sede do CRAS, à beira da RJ-130 (Estrada Teresópolis-Friburgo, km 28). Dirigida pela coordenadora do equipamento da SMASDH, Adriana Marques, a equipe orientou os participantes sobre os riscos decorrentes das grandes aglomerações típicas da festa de Momo, os sinais de violência e assédio que ocorrem durante essas comemorações e como prevenir e combater esse tipo de abuso.

Dicas importantes foram dadas especialmente em relação às crianças, incluindo o combate ao trabalho infantil, que aumenta durante a festa, e a identificação dos pequenos com plaquinhas contendo seu nome, o nome do responsável e o telefone para contato. “Brincar o Carnaval é saudável e divertido, mas dentro da lei, do respeito ao próximo e das regras de segurança coletiva”, frisou Adriana.

Fotos: Divulgação