Águas da Imperatriz | Fotos: Bruno NepomucenoÁguas da Imperatriz | Fotos: Bruno Nepomuceno

Investimento em torno de R$ 1 milhão vai beneficiar mais de 10 mil pessoas

Vencedora da Concorrência Pública nº 002/2023, realizada pela Prefeitura de Teresópolis no dia 25 de agosto do ano passado, a concessionária Águas da Imperatriz vai investir cerca de R$ 1 milhão na substituição de 02 quilômetros de rede de 150mm para 200mm no bairro Pimenteiras. Com início previsto para a segunda quinzena de março, a obra garantirá maior capacidade de transporte, melhorando o abastecimento de água tratada para 10.500 pessoas.

O anúncio foi feito nesta terça-feira, 05/03, durante a apresentação do balanço dos 60 dias de operação da empresa em Teresópolis. Realizado na Estação de Tratamento de Água Rio Preto, em Três Córregos, no 2º Distrito, o evento reuniu líderes comunitários, autoridades, diretores e equipes técnicas do Grupo Águas do Brasil e Águas da Imperatriz e convidados.

O Prefeito Vinicius Claussen agradeceu aos funcionários da Cedae que, por décadas, serviram Teresópolis de forma honrosa, mas ressaltou que o município vive uma nova era. 

“Demos início em 2023 à construção de uma nova história com o maior programa de infraestrutura de Teresópolis: a concessão dos serviços de tratamento e distribuição de água, coleta e tratamento de esgoto para todo o território do município. Hoje, somente 66% da população possui água tratada e não temos um metro de rede de esgoto instalada. Despoluir o Rio Paquequer será uma grande vitória, mas permitir que as futuras gerações tenham acesso à água e esgoto tratados muda o mundo das pessoas”, destacou o Prefeito, acompanhado do Vereador Paulinho Nogueira, secretários e subsecretários municipais.

Com cerca de R$ 1 bilhão previsto em investimentos em 25 anos, conforme previsto no Edital de Concessão, a empresa vem praticando uma tarifa 10% mais barata e promovendo diversas melhorias no sistema de abastecimento de água da cidade. Desse total, mais de R$ 23 milhões serão investidos em 2024 e quase R$ 257 milhões nos cinco primeiros anos.

“Avançamos bastante nesses 60 dias, com 21 mil atendimentos nesse período e vários investimentos em equipamentos, modernização de estrutura e extensão de rede, por exemplo. Iniciamos os estudos técnicos para o início da implantação do sistema de esgotamento sanitário. Águas da Imperatriz chegou em Teresópolis para transformar a história do saneamento”, salientou Jackson Pires, superintendente da concessionária no município.

Expectativa: Líderes comunitários dos bairros Caleme, Coreia, Fischer e Pimentel, na área urbana, e de Andradas, Holiday, Vargem Grande e da região de Boa Vista, Campo Limpo e Prates, no interior, participaram do encontro. “Apesar de ter um reservatório, hoje 80% do meu bairro não tem água tratada. Mas acredito que a partir de agora isso vai mudar”, comentou Lucineia Silva, presidente da Associação de Moradores do Caleme. “Pra mim, a prioridade é o saneamento, para evitar o descarte irregular do esgoto”, opinou Alexandra Ingber, da Associação de Moradores de Holiday. “Meu bairro tem um grande crescimento, com mais de 15 condomínios e várias comunidades. Precisamos que a empresa mantenha contato para conhecer as demandas da região”, relatou Jaime Martins Boreto, da Associação de Moradores de Vargem Grande.

Balanço: Em 60 dias de operação, a concessionária inaugurou o Centro de Controle de Operações (CCO), com monitoramento em tempo real de pontos críticos, reservatórios, boosters e elevatórias. Instalou oito geradores na captação da Estação de Tratamento de Água Rio Preto, para que o abastecimento não seja afetado em caso de falta de energia elétrica. Inaugurou uma loja de atendimento presencial e implantou canais digitais de relacionamento, que registram mais de 21 atendimentos em dois meses de atuação. A empresa também realizou a substituição de 300 metros de tubulação no bairro Ermitage, para melhorar a distribuição de água para o Hospital Beneficência Portuguesa. Instalou instrumentos de medição e controle e criou uma base histórica de dados. Modernizou elevatórias e substituiu redes de abastecimento.

Próximas etapas: Dentre as próximas ações, Águas da Imperatriz vai construir novas redes de água e esgoto, modernizar e ampliar os sistemas de distribuição, construir Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) e investir fortemente na implantação de novas tecnologias. A falta de tratamento de esgoto no município resulta, entre outros problemas, em danos ambientais significativos. Os serviços da concessionária contribuirão para a despoluição dos rios da cidade, principalmente o Rio Paquequer, que tem sua nascente no Parque Nacional da Serra dos Órgãos. A concessionária tem como meta universalizar a distribuição de água tratada, e a coleta e tratamento de esgoto, de acordo com as diretrizes do novo Marco Legal do Saneamento, que prevê a universalização dos serviços até 2033.

Fotos: Bruno Nepomuceno