A Prefeitura promoveu, na tarde desta quinta-feira (07), a entrega dos certificados de conclusão do II Curso de Libras a 33 profissionais de saúde. Esses colaboradores desempenham funções em várias unidades da rede pública de saúde do município. A iniciativa visa aprimorar a acessibilidade e a qualidade dos serviços oferecidos à comunidade surda da cidade. A cerimônia aconteceu na Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanatta, na Avenida Koeler.

O prefeito Rubens Bomtempo expressou sua satisfação com os resultados. “Investir na capacitação em Libras é fundamental para garantir que todos os cidadãos tenham acesso aos serviços de saúde com igualdade e dignidade. Estamos comprometidos em promover a inclusão em todas as esferas da sociedade”, disse.

Para a secretaria Chefe de Gabinete e presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMDDPD), é fundamental ter profissionais capacitados em unidades de saúde. “Muitas vezes o surdo chega na unidade de saúde e os profissionais não conseguem compreender suas necessidades. Com a formação em Libras, está sendo garantindo um atendimento mais inclusivo e eficaz, onde todos os cidadãos podem se sentir compreendidos e receber o cuidado adequado, sem barreiras de comunicação”, enfatiza.

O Curso de Libras teve início no segundo semestre de 2023, com aulas presenciais no auditório do Centro de Saúde. As atividades avaliativas, que contemplaram a avaliação prática da Língua Brasileira de Sinais, foram conduzidas ao longo do curso, garantindo o domínio dos alunos na compreensão da língua, sinalização efetiva e atendimento básico em Libras na área da saúde.
Durante a entrega do certificado, foi anunciada a terceira edição do Curso de Libras, que é ministrado pela professora Clévia Fernanda Sies. “Agradeço a confiança e carinho. O curso certamente vai contribuir para um atendimento melhor à comunidade surda em nossa sociedade”, disse. Ela é professora da rede municipal de ensino desde 2007.

O secretário de Saúde Marcus Curvelo também destacou a relevância da capacitação. Já são cerca de 120 funcionários que passaram pelo curso. “São funcionários do Hospital Alcides Carneiro, das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), de Unidades Básicas de Saúde (UBS) entre outros unidades de atendimento. Essa iniciativa reitera o compromisso com a inclusão e a garantia de igualdade de acesso aos serviços de saúde para todos os habitantes de Petrópolis”, conclui.

A secreta da Pessoa com Deficiência, Mobilidade Reduzida e Doenças Raras, Márcia Schanuel Bastos, ressaltou que a interpretação em libras é uma das carências da cidade. “Por isso, todos esses servidores farão a diferença na vida de muitas pessoas. E somente assim que poderemos construir uma sociedade com mais acessibilidade e inclusão”, acrescentou.
Entre os participantes que receberam o certificado, estava Luciana Ferreira Andrade, 44 anos, enfermeira da Unidade de Saúde da Família da Posse. “Eu particularmente já tinha feito um atendimento para uma pessoa surda e encontrei muita dificuldade. Foi uma ótima oportunidade participar deste curso. Agora sei que posso prestar um atendimento muito melhor a essa pessoa”, contou.