A tão aguardada apresentação do estudo final da Coppe/UFRJ sobre mobilidade urbana ocorreu nesta segunda-feira (11), revelando uma análise abrangente e detalhada dos desafios enfrentados pelo trânsito e transporte urbano em Petrópolis.

O estudo, resultado de um convênio entre a Prefeitura e a renomada instituição de ensino, não apenas identifica os problemas existentes, mas também oferece soluções inovadoras para melhorar a mobilidade na cidade. Com um foco especial nos distritos, onde o crescimento populacional tem sido significativo, o relatório destaca áreas críticas como a União e Indústria e o Trevo de Bonsucesso.

Ao longo do processo, a equipe da Coppe realizou um trabalho meticuloso, incluindo entrevistas com mais de quatro mil pessoas, coleta extensiva de dados e análise de projetos de mobilidade anteriores. O resultado final apresenta 34 direcionamentos e propostas práticas para transformar o trânsito de Petrópolis.

O prefeito Rubens Bomtempo expressou sua esperança de que o estudo sirva como um guia valioso para a implementação de medidas de curto, médio e longo prazo. Thiago Damaceno, presidente da CPTrans, enfatizou a importância do estudo como um instrumento orientador para ações futuras, destacando que o relatório será disponibilizado para acesso público no site da Prefeitura.

O professor Marcelino Aurélio Vieira da Silva, do Programa de Engenharia de Transportes Coppe/UFRJ, ressaltou a abrangência do levantamento, especialmente nos distritos, e a diversidade de propostas apresentadas, incluindo melhorias no transporte público e estímulo ao transporte ativo.

A apresentação do estudo marca um passo significativo para a melhoria da mobilidade urbana em Petrópolis, demonstrando um compromisso sério e colaborativo entre a academia e o governo local na busca por soluções eficazes e sustentáveis. A comunidade aguarda com expectativa a implementação das recomendações fornecidas pela Coppe/UFRJ, visando a criação de uma cidade mais acessível, segura e eficiente para todos os seus habitantes.