As chuvas em Petrópolis já passam dos 500 mm em março. Índice 66% acima do esperado para todo o mês (300 mm).

“Na semana passada, a nossa Secretaria de Defesa Civil fez a previsão de chuvas muito fortes para a partir daquela quinta-feira, dia 21. Depois, também recebemos alertas de órgãos nacionais e estaduais na mesma linha, também apontando para aquela previsão. A partir daquilo, tomamos uma série de medidas, como instalar o Centro Integrado de Comando e Controle, suspender as aulas e alertar a população. E a previsão se confirmou. Realmente choveu muito. Os números mostram isso”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Os maiores índices registrados em 30 dias foram no São Sebastião (516 mm) e na 24 de Maio (492 mm).

Em 24 horas (das 9h de sexta-feira, 22, até as 9h de sábado, 23), choveu 321 mm no Chácara Flora e 296 mm no Independência. Ou seja: em um dia, choveu o que era esperado para todo o mês de março.

“A maior parte desses 500 milímetros caiu, na verdade, na última semana. Isso fez com que tivéssemos mais de mil ocorrências registrada na Defesa Civil em uma semana. O dado triste destas chuvas foi a perda de quatro pessoas, o que deixou todos nós muito tristes. Mas, do ponto de vista estrutural, para a quantidade de chuva que tivemos, a cidade se portou muito bem. Na sexta-feira, tivemos registros de inundação e alagamento, mas logo a água escoou, sem maiores consequências nos principais corredores da cidade”, disse o secretário de Defesa Civil, Rafael Simão.

Centro Integrado de Comando e Controle

Na quarta-feira (20), o prefeito Rubens Bomtempo instalou o Centro Integrado de Comando e Controle – grupo que reúne instituições e órgãos envolvidos no preparo e na resposta às chuvas em Petrópolis.

O Centro Integrado está funcionando no prédio principal da Prefeitura (na Avenida Koeler), com representantes das instituições e órgãos participantes, e está no 7º dia seguido de operação, com reuniões pela manhã e à noite.